CANSADOS E OPRIMIDOS

MÃE  CANSADA  AJUDA  FILHA  OPRIMIDA

“Vinde a Mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei.”
Mateus 11:28


Este é um tempo em que é difícil encontrar quem não se encaixe no grupo dos “cansados e oprimidos”. Não falamos do cansaço normal, daquele que sentimos depois de um dia de trabalho ou do esforço despendido depois de uma tarefa exigente, mas naquele que se acarreta por tempo demais dentro de nós mesmos, daquele que nos esgota física, emocional e mentalmente…

Jesus encontrou muitas destas pessoas durante a Sua Missão terrena. A Bíblia diz que Jesus veio para os Seus, para o povo de Israel, mas eles não o receberam… Muitos nem lhe pediram ajuda, mas Ele a ofereceu pela Sua grande misericórdia e compaixão, porque veio para libertar os oprimidos.

Jesus deixava-se guiar pelo Pai, (na sua humanidade), e está escrito no Evangelho de João, que Ele teve necessidade de ir um dia a Samaria… E havia ali uma mulher sem reputação social que necessitava de ajuda urgente. “E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isso quase à hora sexta.” João 4:6. Jesus também estava cansado, mas o espírito de Deus sabia que estava ali uma mulher oprimida que precisava da Sua ajuda…

Uma boa noite de descanso ou algum repouso durante o dia podem reparar e recuperar as forças aos que se encontram cansados. Se Jesus precisou dessa recuperação momentânea, nós também.

Existem os cansados e os fatigados. Há um cansaço suportável e há um cansaço debilitante. Há aqueles que estão a levar cargas emocionais ou psicológicas, que lhes dói a alma e não vislumbram solução. E há outros que já nem se encontram no limite das suas forças ou do cansaço adquirido, mas acabados! E se não houver quem alivie tão pesada carga dos seus ombros, sucumbem debaixo dela.

Há uma história emocionante de uma mãe que tinha uma filha endemoninhada, e não tinha quem a ajudasse. Elas eram sírio-fenícias. Não pertenciam a Israel, mas moravam nas cercanias da Galileia. A mãe certamente ouviu falar sobre os milagres de Jesus e decidiu viajar até onde Jesus estava. Ela não poderia trazer a sua filha, mas creu em Jesus. Ele poderia sará-la perfeitamente, mesmo à distância.

Os deuses da sua gente não a podiam ajudar, mas este judeu diferente, que fazia milagres, sim. A receção não foi a melhor, pois ela nem era israelita, e possivelmente estava a tentar passar como se fosse… Jesus que conhece o nosso coração sob os nossos trajes, provou a sua fé, ignorando-a.

“E eis que uma mulher cananeia, que saíra daquelas cercanias, clamou, dizendo: Senhor, Filho de David, tem misericórdia de mim, que minha filha está miseravelmente endemoninhada.
Mas Ele não lhe respondeu palavra.

E os seus discípulos, chegando ao pé dele, rogaram-lhe, dizendo: Despede-a, que vem gritando atrás de nós.
E ele, respondendo, disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. 
Então chegou ela, e adorou-o, dizendo: Senhor socorre-me! 
Ele, porém, respondendo, disse: Não é bom pegar no pão dos filhos e deitá-lo aos cachorrinhos.

E ela disse: Sim, Senhor, mas também os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus senhores.
Então respondeu Jesus, e disse-lhe: Ó mulher, grande é a tua fé! Seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã.”
Mateus 15:22-28

A mulher pediu que Jesus tivesse misericórdia dela, porque a sua filha estava endemoninhada. As forças desta mãe já há muito que tinham desaparecido. Doía-lhe a alma ao ver a sua filha naquele estado e sentia-se incapaz de ver o seu problema resolvido. Ela encontrava-se de rastos.

Ouvimos ou lemos o relato, mas muitas vezes não nos detemos para ver o estado profundo de angústia de quem se encontra nesta situação desesperante…
Ao triplo convite de Jesus em Mateus 11:28 tem atraído multidões ao longo de todos os tempos, mas também muitos o têm rejeitado.

Ninguém conhece melhor a alma humana e o seu cansaço e sofrimento, do que Aquele que nos criou.
Jesus ouviu a mulher cananeia clamar, mas não lhe respondeu nada… Certamente pareceu a esta mulher que Jesus não estava minimamente interessado no seu problema. Os discípulos também ficaram incomodados com ela, e ela humildemente se aproximou dele e adorou-O, dizendo: “Senhor socorre-me!

Há mais dor nestas palavras do que nas de Pedro quando parecia morrer afogado.
Mas nem mesmo assim parece não ter despertado Jesus para socorrer a mulher. Apesar de Jesus lhe ter dito que o pão dos filhos não é desperdiçado ao dá-los aos cães, ela respondeu que os cães também comem das migalhas que caem das mesas dos seus donos. A necessidade de auxílio era tão grande que a mulher arranjou a resposta pronta para que Jesus a socorresse.

A mulher cananeia entendia o privilégio e a prioridade do povo de Israel, mas não deixou de apelar ao coração de Jesus. O trato de Jesus com esta mulher cansada não contradiz a verdade da Sua mensagem. Ironicamente, muitos judeus perderam a bênção de Deus ao rejeitarem Jesus, ao passo que muitos gentios encontraram não só livramento e socorro para as suas necessidades, mas também salvação!

O segredo da vitória para os cansados está em “perseverar”. Mas primeiro têm que vir a Jesus. Têm que lhe mostrar que realmente precisam. Falar com Deus sobre o desejo de ser aliviado dessa carga imensa que os subjuga, e que não poderem mais viver como até ali.

Jesus elogiou a fé desta mulher.
“Oh mulher, grande é a tua fé! Faça-se como tu queres.”

E desde aquele momento, a sua filha, (lá na Fenícia), ficou sã. Mateus 15:28.
Jesus não somente aliviou o coração desta mãe, como libertou a sua filha, mesmo estando muito distante dali.

A filha sarou e a carga da mulher deu lugar ao descanso e ao gozo, porque Jesus é o ÚNICO que pode dar aliviar verdadeiramente a alma humana.
As promessas de Deus são aplicadas na vida do que crê na misericórdia de Deus. Em muitos casos precisamos de convencer Deus de que precisamos mesmo de alívio, de que estamos desesperados e de que Ele é o único que nos pode ajudar…

A vida é uma bênção concedida por Deus, mas vivenciá-la, por vezes, parece um enorme pesadelo, onde somente em Cristo Jesus, há SOLUÇÃO.
O sofrimento endurece o coração humano ou quebranta-o ao ponto de pedir ajuda.

Voltando ao texto de Mateus 11:28, esta mensagem é para os que estão cansados e oprimidos, o que significa que estão debaixo de uma imensa carga… O povo de Israel sabia do que Jesus falava, ainda que a presente geração só conhecia a História do povo, mas viviam debaixo do jugo dos romanos.

Apesar das liberdades que tinham sido concedidas pelos seus atormentadores, eles não eram verdadeiramente livres. Salomão no livro de Provérbios 15:15, disse: “Todos os dias do oprimido são maus…

Mas em Isaías 53 está escrito que “Verdadeiramente, ele (Jesus) tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputamos por aflito, ferido de Deus e oprimido… Ele foi oprimido, mas não abriu a boca; como um cordeiro, foi levado ao matadouro e, como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, Ele não abriu a boca.”

“Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do Diabo, porque Deus era com Ele.” Atos 10:38
 
Tal como a mulher cananeia encontrou o seu socorro, cada um de nós também pode colocar a sua causa perante Deus, sem demora! Se há coisas que agradam a Deus, e que não ficam sem resposta é a nossa fé Nele. Ele não se cansa de nos dar a graça e o socorro que tanto precisamos…

Que possamos receber HOJE o socorro de Deus, lançando sobre Ele a nossa ansiedade!
J.F.
Posted in
Tagged with , , ,

No Comments


Recent

Categories

Archive

 2020

Tags