QUERES SERVIR AO DEUS VIVO E VERDADEIRO?

“Porque eles mesmos anunciam de nós qual a entrada que tivemos para convosco, e como dos ídolos vos convertestes a Deus, para servir ao Deus vivo e verdadeiro e esperar dos céus a seu Filho, a Quem ressuscitou dos mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura.”
 1 Tessalonicenses 1:9-10

Querer e disponibilizar-se para um compromisso de viver, seguir e servir a Deus, é das maiores honras concedidas ao homem. Mas, servi-lo sem O conhecer, é algo que não faz muito sentido. Paulo ao escrever esta carta aos Tessalonicenses, fala primeiro da sua conversão a Deus e só depois desta “descoberta” maravilhosa de alguém passar a servir ao verdadeiro Deus.

O nosso serviço a Deus vem em demonstração do grande Amor que Ele demonstrou por nós e nos cativou e atraiu a viver para Ele, confiando-nos aos Seus cuidados. Antes de conhecermos o Evangelho, vivíamos para nos servirmos a nós mesmos e aos nossos desejos.

Tudo começa com a conversão e rendição completa a Deus, numa entrega sem reservas, e, ao principiarmos a desfrutar de uma “nova vida”, sentimos uma enorme dívida de gratidão e dispomo-nos para sermos inteiramente Dele. Colocar as nossas vidas em Suas Mãos e ao seu Serviço, é normal, não por qualquer imposição alheia, mas na obediência pessoal a um apelo divino, movidos pelo mesmo Amor com que fomos por Ele amados.

O amor de Deus não se consegue explicar mas experimentar. Conhecer o Deus Vivo e Verdadeiro é deslumbrante, e um processo que vai por toda a eternidade. Não é apenas conhecimento teórico, mas prático. Ao servirmos a Deus na nossa devoção, impulsiona-nos para a prática na vida do próximo, não com o objetivo de se enriquecer a si mesmo, mas de ver esta mesma Graça enriquecer a vida de outros e ao mundo em que vivemos, não se limitando aqui, mas para todo o sempre.

No fundo é isto que a conversão a Cristo Jesus produz em nós. O convertido a Cristo acaba por abandonar os seus “deuses” a quem servia a troco de uma auto satisfação insaciável, por um privilégio satisfatório e permanente de servir a Deus, sabendo ser Ele, na verdade, a realizar essa Obra através de nós.

Através de Jesus Cristo começou um Reino a ser estabelecido que é eterno, onde homens, mulheres, jovens e crianças de todo o mundo se renderam a Ele e ainda continua através de nós, a Sua Igreja neste tempo. Nada pode fazer parar o mover de Deus! Apenas precisamos estar sensíveis a esse Mover de Amor e deixar-nos guiar por Ele naquilo que é a Sua Vontade.

Com a conversão do homem a Deus através do reconhecimento e aceitação do sacrifício de Jesus em favor da Humanidade, e na confiança que depositamos Nele, resulta num serviço amoroso. Ao conhecermos o Único Deus Verdadeiro, o homem passa a ser Seu servo, numa adoração contínua.

Este serviço a Deus não está, nem deve estar limitado aos cultos prestados nas congregações de igreja, mas na obediência à Sua soberana vontade através da nossa vivência, em novidade de vida contínua, diária.

Quem recebe esta nova criação, em Cristo, recebe uma nova mentalidade, uma nova visão, uma unção especial, poder divino para ser capacitado a agir num reino em que é impossível deixar de falar daquilo que Deus, na Sua infinita misericórdia, fez e está a fazer. Passamos a ser testemunhas da Sua salvação, cura e libertação que apenas Jesus Cristo nos pode dar.

Numa das cidades onde se espalhou o cristianismo da Primeira Igreja, falava-se assim dos crentes de Tessalónica:

“Porque por vós soou a palavra do Senhor, não somente na Macedónia e Acaia, mas também em todos os lugares a vossa fé para com Deus se espalhou, de tal maneira que já dela não temos necessidade de falar coisa alguma.” 1 Tessalonicenses 1:8

Este é o resultado genuíno do evangelho nas nossas vidas. Não podemos deixar de falar daquilo que temos visto e ouvido e, acima de tudo, experimentado. Mesmo que muita gente negue essa eficácia de Deus por desconhecimento ou cegueira espiritual, se renderão à evidência que nos transforma. “Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as mãos o que é bom, para que tenha o que repartir com o que tiver necessidade.” Efésios 4:28

Os Tessalonicenses serviam dantes àqueles “deuses” que eles podiam manipular consoante os seus caprichos, pois os homens gostam de “divinizar” o que quer que seja, e até são capazes de lhes prestar culto, mas fazem-no porque não conhecem o Verdadeiro Deus.

Hoje é dia ouvires Deus. Se O amas e Ele te chama para O servir, há sempre espaço para ti. A Seara é grande e são sempre poucos os ceifeiros. Deus te chama! Vem e Ele te dará o que for justo!

J.F.
Posted in
Tagged with ,

No Comments


Recent

Categories

Archive

 2020

Tags